O que é teste de performance de site? 7 ferramentas práticas

Teste de performance de site

Você desenvolveu todo um planejamento estratégico de marketing digital para aumentar a geração de tráfego no seu site, criou estratégias para calcular a taxa de conversão, aprendeu técnicas para criar conteúdos para blog, construiu uma estratégia de geração de leads, ou seja, fez todo o dever de casa para conquistar clientes utilizando as plataformas digitais, correto? Não.

Sem tempo para ler? Clique no play abaixo para ouvir esse conteúdo!

Se você não estiver atento à performance do seu site, todo esse trabalho pode ser em vão. Por isso, desenvolvemos este texto com dicas gerais sobre a importância do teste de performance de site.

 

Por que investir tempo em testes de performance em sites?

 

Uma pesquisa recente realizada pela Akamai, juntamente com a Forrester Consulting, concluiu que 40% dos consumidores não esperam mais do que 3 segundos pelo carregamento de uma página em um site.

Além disso, 51% apontam que a principal causa para abandonarem um carrinho de compras é a lentidão do sistema do site. Um atraso de 2 segundos no tempo de carregamento durante uma transação, resulta em taxas de abandono de até 87%.

Dados como estes são um alerta para empresas de todos os setores, para a importância de se realizar o teste de performance de site.

 

O que é um teste de performance de site?

 

Um teste de performance de site pode ser usado para ver como um software ou um site pode lidar com o tráfego do usuário. Ao colocar uma demanda simulada em um aplicativo ou site, é possível analisar os pontos de interrupção e avaliar o comportamento esperado.

Especificamente, o teste de performance de site é usado para medir a capacidade de:

 

  • Resposta: quanto tempo o servidor demora pra responder às interações do usuário com o site.
  • Estabilidade: se o site se mantém estável e acessível 24 horas por dia.
  • Escalabilidade: se o site aguenta receber mais usuários de forma repentina sem sair do ar.
  • Confiabilidade: se o site é seguro e passa confiança ao usuário.
  • Velocidade: quanto tempo o site demora para carregar as informações por completo para o usuário.

Assim como uma mudança de código de uma equipe que está continuamente integrando novos recursos e correções de bugs pode afetar a aparência e a função de um aplicativo em diferentes navegadores e dispositivos, ele também pode afetar a rapidez com que o aplicativo ou site é carregado.

É por isso que os testes de performance de site são tão cruciais para uma estratégia de controle de qualidade completa – verificar o desempenho de uma aplicação e garantir que os clientes estejam experimentando uma navegação aceitável é fundamental para um software ou um site de alta qualidade.

 

Teste de carga versus teste de estresse

 

Quando pensamos em testes de desempenho, normalmente podemos separar os métodos em duas categorias – teste de carga e teste de estresse.

O teste de carga analisa as condições normais do seu aplicativo ou site, respondendo a perguntas como:

  • com que rapidez ele é carregado quando um usuário visita seu site?
  • com que rapidez carregará quando 15 pessoas estiverem no seu site de uma só vez?

O teste de carga é usado para garantir que o software funcione conforme o esperado em circunstâncias normais.

Leia também: Como aumentar as visitas de um blog e site com tráfego orgânico?

Alternativamente, temos testes de estresse. O teste de estresse desafia os limites de seu site para ver quanto de tráfego é necessário para diminuir o desempenho ou o interromper completamente.

Ao simular 10.000 usuários, por exemplo, um site provavelmente terá um desempenho diferente sob essa pressão do que no uso diário. Embora o teste de estresse abranja ambientes de testes improváveis é importante analisar riscos e pontos de ruptura.

Além disso, muitas empresas B2C e sites de comércio eletrônico online se resguardam ao fazer testes de estresse antes de eventos onde o tráfego intenso é esperado, como a Black Friday, por exemplo.

Se você não fizer testes de estresse nessas situações, apenas alguns minutos de inatividade poderão resultar em milhares de reais em vendas perdidas em um momento crítico para o sucesso da empresa.

Embora o monitoramento de desempenho tenha um objetivo semelhante ao teste de desempenho – para garantir que o site esteja funcionando sob as condições de tráfego esperadas – ele é executado de maneira totalmente diferente.

Em vez de simular o comportamento do usuário, uma ferramenta de monitoramento de desempenho é configurada para observar o aplicativo ou site, medir o tempo de resposta e enviar alertas se o site ficar inativo.

Isso é importante pelas mesmas razões que o teste de performance de site é importante.

Embora você queira testar o desempenho de seu site antes que os usuários encontrem um problema, você também quer saber se e quando seus usuários encontram um problema para que você possa corrigi-lo imediatamente antes que o tempo de inatividade afete sua reputação ou receita.

 

O que acontece quando você negligencia o teste de performance de site

 

Embora algumas organizações demorem a adotar uma estratégia completa de testes de performance de site, elas logo perceberão que não ter uma estratégia impactará negativamente suas metas de longo prazo.

À medida que testemunhamos um aumento no uso de dispositivos móveis, percebemos também que os consumidores têm menos probabilidade de usar sites e aplicativos que não atendem às suas altas expectativas e fiquem mais propensos a deixar seu site e comprar de sites concorrentes mais rápidos.

Por sua vez, por meio de testes regulares de carga e estresse, e correções devidas, os usuários ficarão mais propensos a permanecer em seu site desde a primeira vez que acessarem a página inicial até a finalização da compra.

Além disso, ao estabelecer a confiança como um site totalmente funcional, é mais provável que eles voltem.

 

7 ferramentas de teste de performance de site

 

Agora que você entendeu a importância do teste de performance de site, é hora de conhecer algumas ferramentas que irão te ajudar a realizar tais análises, identificando quais são os pontos de melhorias emergenciais e preventivas.

O teste de performance de site não está completo sem a ajuda de algumas ferramentas, sejam elas de código aberto, pagas ou uma combinação de ambas.

Separamos 7 opções de ferramentas para testes de carga, testes de estresse e monitoramento de sites.

 

  1. Google PageSpeed –  Como o próprio nome diz, a ferramenta faz parte do portfólio de serviços do Google e possibilita que você faça uma análise bem completa do seu site. É possível descobrir elementos em sua página que estão deixando-a lenta, por exemplo, além de oferecer sugestões para melhorar a navegabilidade e a experiência do usuário como um todo.
  2. GTMetrix –  A ferramenta faz uma análise com pontuação para a velocidade de carregamento, além de apresentar um relatório detalhado com pontos de melhorias estruturais. Análises para CSS, JavaScript, conteúdo e até de servidor. Todas assinaladas com índices de prioridade.
  3. JMeter – O Apache JMeter é uma ferramenta de código aberto para teste de carga e desempenho de medição. Como um aplicativo puramente baseado em Java, ele é usado para gravar, criar, monitorar e depurar aplicativos, servidores e redes diferentes. As pessoas preferem o JMeter por causa de sua instalação amigável e GUI, estrutura multi-threading e resultados visuais.
  4. Gatling – Gatling é outra ferramenta de software livre para testes de desempenho em aplicativos da Web e baseada em Scala, Akka e Netty. Ele é usado para ajudar a prever e detectar problemas com recursos que permitem automatizar testes, registrar testes, editar cenários, analisar afunilamentos e compartilhar resultados.
  5. Fiddler – O Fiddler é uma ferramenta gratuita de proxy de depuração usada para monitorar o tráfego. Ele pode ser usado em qualquer navegador, sistema ou plataforma e permite que você veja o peso total da página, isole gargalos, registre o tráfego e solucione problemas.
  6. WebLoad – O WebLoad tem uma versão gratuita e uma versão paga. Semelhante ao Neoload, a versão gratuita oferece 50 usuários virtuais. Além disso, o Load Generation Console simula grandes cargas de usuários em uma nuvem local, o painel de análise fornece modelos de relatórios compartilháveis ​​e integra-se a outros softwares de código aberto, como Selenium e Jenkins.
  7. LoadComplete – O LoadComplete é usado como uma ferramenta de área de trabalho para teste de performance de site, de carga e de estresse sem a necessidade de programação avançada ou habilidades de automação. Ele inclui recursos como gravação e reprodução, bem como programação visual e permite que você gere carga a partir de VMs, computadores locais e da nuvem para uma estratégia abrangente de teste e monitoramento de desempenho.

 

E aí, entendeu a importância do teste de performance de site para o seu negócio? Se ainda ficou com alguma dúvida, deixe sua pergunta nos comentários.

Quer melhorar a experiência dos seus visitantes ainda mais? Confira a metodologia do Vooozer de posts em áudio para aumentar o engajamento, a captura de leads e as vendas da sua empresa.

Para conhecer nosso trabalho que tal dar uma olhadinha em dois cases especiais? Saiba como aumentamos em 10% o Tempo Médio na Página de posts da Rock Content e como ajudamos a Resultados Digitais a capturar mais de 1.000 leads todos os meses.


 

Deixar uma resposta