Melhor hospedagem para blog: 5 características para escolher a empresa certa

melhor-hospedagem-para-blog

Como profissional de marketing digital, você tem uma lista enorme de coisas para se preocupar diariamente. Mas tem uma tarefa muito importante que você deve escolher sem dúvidas: a melhor hospedagem para blog.

Descubra como escolher a melhor hospedagem para o seu blog sem precisar ler. Aperte o play abaixo e ouça o artigo!

Isso porque paralelo a tarefas como a estratégia de backlinks, como escrever artigos para blogs, sitemaps; e também novidades como a pesquisa por voz, os featured snippets e o mobile-first index, você precisa ter certeza que seu blog está hospedado em um bom servidor.

Ter a melhor hospedagem para blog influencia o tempo de atividade no seu site e a velocidade da sua página – elementos essenciais para manter um desempenho orgânico positivo.

A hospedagem que você escolher determina a consistência geral da experiência do site que você oferece aos visitantes orgânicos (e a todos os visitantes).

Se você quiser evitar erros de servidor e tempos limite de páginas – e impedir que os usuários retornem ao Google – é necessário ter um host sólido no qual você possa confiar.

Em última análise, você quer um servidor que suporte seus esforços orgânicos, ao invés de impedi-los. Para definir quais são as melhorias que podem ser feitas em um site, você pode usar a ferramenta Test my site do Google.

Ela já informa a velocidade e o percentual de visitantes que um site perde por ser lento. Claro que existem outros fatores de lentidão e uma auditoria técnica mais completa pode trazer mais evidências Porém, afinar a hospedagem também influencia bastante no desempenho do site.

Vamos ver a seguir cinco recursos principais que definem a melhor hospedagem para blog que será amigável aos seus esforços de SEO.

Leia também: As TOP 8 dicas de blogs para iniciantes e veteranos.

Melhor hospedagem para blog: 5 recursos-chave

1. Alta garantia de tempo de atividade (Uptime)

A garantia de tempo de atividade da sua hospedagem é, sem dúvida, o fator mais importante para saber se eles são compatíveis com SEO.

Tempo de atividade refere-se à porcentagem de tempo em que seu site está online e acessível.

Quanto maior for o tempo de atividade, mais tempo os usuários podem passar navegando pelo seu site. Essa agilidade diminui as chances de o usuário acessar sua página, não ter um boa experiência e voltar para os resultados da busca. Esse movimento é um risco em potencial para o seu ranqueamento.

Hoje, o Rank Brain, algoritmo do Google, penaliza sites onde o processo acima ocorre. Se você visitar um site, voltar e clicar em outro e passar muito tempo lendo, o Google entende que a outra opção era melhor que a primeira e pode fazer a mudança das posições.

Os servidores mais confiáveis e com melhor hospedagem para blog ​​oferecem garantias de tempo de atividade mais altas.

Para obter melhores resultados, escolha um host com garantia de pelo menos 99,9% de tempo de atividade (ou superior, se for possível). Isso se traduz em aproximadamente 1,44 minutos de inatividade por dia e 8,8 horas por ano. Não é ruim.

No entanto, tenha cuidado com qualquer servidor que reivindique 100% de tempo de atividade. Sempre haverá algum tempo de inatividade. A chave é mantê-lo o mais curto possível. Dessa forma, isso não afetará seu desempenho em SEO.

2. Localização do servidor

Enquanto o tempo de atividade se refere ao acesso do seu site aos usuários, a localização do servidor pode determinar a rapidez com que ele é acessado por eles.

Se você estiver em um plano de hospedagem de servidor compartilhado, VPS ou dedicado, seu site ficará em um servidor físico em um data center em algum lugar (em oposição à hospedagem na nuvem, onde os servidores são distribuídos em vários computadores para aliviar a carga e dar mais agilidade de processamento).

O ideal é que você queira que o data center fique o mais próximo possível da maioria dos visitantes do site. Quanto mais longe estiver o seu servidor, mais tempo poderá levar para o seu site carregar.

A localização do servidor também pode parecer suspeita para os mecanismos de pesquisa, o que pode afetar seu SEO. Se você opera em um país, mas usa um host localizado do outro lado do mundo, pode haver algo suspeito acontecendo.

É importante dizer que os servidores em si também devem ser rápidos, e que a hospedagem deve aumentar ainda mais o desempenho através de uma Content Delivery Network (CDN).

3. Múltiplas opções

Na hora de fazer uma escolha todos gostamos de ter opções. Você deve apreciá-las e levar em consideração as suas maiores necessidades ao escolher a melhor hospedagem para blog.

Além da hospedagem em si, muitas empresas oferecem valor agregado opcional que pode atualizar seu site. Aqui estão alguns, excelentes para o SEO, por sinal, que você vai querer ver:

  • Backups automáticos: se algo der errado, você deseja um backup de site do qual possa restaurar rapidamente. Veja se o seu servidor de hospedagem oferece backups automáticos gratuitamente ou por um custo adicional.
  • SSL: HTTPS tem sido um fator de classificação há anos. Se você ainda não fez a transição para um site seguro, precisa agir rápido. Certifique-se de que seu host suporta SSL. Alguns até mesmo o incluem gratuitamente com o seu pacote de hospedagem.
  • Vários planos de hospedagem: à medida que seu site cresce, é provável que suas necessidades de hospedagem mudem (isso é uma coisa boa!). Eventualmente, seus números de tráfego podem ser grandes o suficiente para garantir a mudança para o seu próprio servidor dedicado. Essa transição será mais fácil (e mais barata) se você não precisar alternar os provedores de hospedagem ao mesmo tempo.

4. Boas avaliações

Tudo bem, digamos que você esteja realmente usando essa lista para comparar opções e escolher a melhor hospedagem para blog. A essa altura, você leu os recursos de hospedagem dos candidatos e parece que eles oferecem as coisas certas que você busca.

Agora é hora de validar se as declarações de marketing são verdadeiras. Antes de fechar sua escolha e pagar o serviço, reserve alguns minutos para ler as resenhas online.

Uma ressalva: o espaço de hospedagem tende a atrair mais críticas infelizes do que a maioria.

Se um barista errar no seu café, é pouco provável que você se incomode o suficiente para escrever uma resenha contundente para o café no TripAdvisor, por exemplo.

Mas se o seu site cair, mesmo que por um momento, ou mesmo se você tiver sido culpado (como pode acontecer se você escolher um plano de hospedagem inadequado para suas necessidades de tráfego), você ficará extremamente irritado com seu servidor e fará uma avaliação com uma voz alta e clara na internet.

Por isso, você pode coletar muitas informações valiosas de avaliações. Procure por servidores de hospedagem que aparecem de forma recorrente nas listas de “Melhor hospedagem para blog” na web e leia as avaliações para verificar se o plano de hospedagem que você está considerando fornecerá o que você precisa.

Você não terá problemas para encontrar essas listas. Uma rápida pesquisa no Google por [melhor hospedagem para blog] fornece uma série de resultados do HostGastor, KingHost, dentre outros.

5. Equipe de suporte responsiva

Enquanto lê os comentários, preste especial atenção à forma como as pessoas falam sobre o suporte oferecido.

No caso improvável de o seu site ficar fora do ar, você poderá corrigi-lo imediatamente. Na maioria das vezes, isso envolve falar com uma pessoa do suporte.

Uma empresa para ser considerada a melhor hospedagem para blog deve oferecer suporte 24h/dia, 7 dias por semana, gratuitamente.

Verifique os horários de funcionamento da equipe de suporte da sua possível hospedagem e veja exatamente como você poderá entrar em contato com ela. Existe um número de telefone, chat online ou e-mail?

Confira os perfis sociais também. Os hosts da web que se importam em ajudar seus clientes tendem a disponibilizar amplamente o suporte ao cliente nas mídias sociais, talvez até mesmo através de suporte dedicado às contas do Twitter.

Bônus: CMS fácil de usar

Este item não é exatamente relacionado à hospedagem, mas é importante, no entanto. Ser capaz de criar facilmente um conteúdo excelente é fundamental para o seu sucesso em SEO. Você sabe disso.

Então, você quer a melhor hospedagem para blog que se integre a um CMS com o qual você já esteja familiarizado ou possa aprender facilmente. Caso contrário, você está apenas tornando as coisas difíceis para você mesmo!

Felizmente, a maioria dos hosts atualmente oferece suas próprias ferramentas de criação de conteúdo de arrastar e soltar. Muitos também se integram com o WordPress e outros sistemas de gerenciamento de conteúdo populares.

Servidores dedicados: quando usar?

Optar por um servidor dedicado significa que você obtém um servidor inteiro para você mesmo. Não há compartilhamento de tempo de CPU, RAM ou largura de banda, o que significa que seu blog permanece responsivo a todo momento.

Grandes empresas como a Amazon e o Google usam servidores dedicados.

A hospedagem compartilhada de sites tem valores mais acessíveis, com pacotes repletos de recursos disponíveis por apenas alguns reais a cada mês. Mas a realidade é muitas vezes muito diferente e nem sempre são as barganhas que parecem.

Preços muito baixos provavelmente significam que o host está acumulando mais clientes em cada servidor, por exemplo. O desempenho será ruim, pois não há recursos suficientes para suportar e a carga extra pode significar mais problemas no servidor e tempo de inatividade.

A hospedagem dedicada implica que você também obtenha muito mais controle sobre como o servidor está configurado. Você pode adicionar e remover software, instalar atualizações ou ajustar todas as configurações, permitindo otimizar o servidor para suas necessidades específicas.

O melhor de tudo é que os contratos de hospedagem dedicados costumam oferecer suporte rápido e eficiente. Os melhores provedores até mesmo irão monitorar seu servidor em busca de problemas, como serviços com falha e podem corrigi-los com frequência antes que você perceba que houve um problema.

Porém esse tipo de investimento não sai barato e, embora hajam algumas boas ofertas de cadastro, você pode facilmente gastar um bom montante por mês em apenas um pacote básico.

Por isso, o servidor dedicado não é a melhor hospedagem para blog logo de cara. Como dissemos no item 3, você pode acompanhar a evolução do seu site e com ela perceber quais ajustes serão necessários.

Com esse tipo de investimento, é muito importante fazer a escolha certa.

Leia mais: Como ter um blog de sucesso: aprenda com os maiores blogueiros da atualidade.

Bom, a melhor hospedagem para blog é uma daquelas coisas que roda em segundo plano sem que você tenha que pensar sobre isso. Que, em essência, é um host de SEO amigável.

Está de olho nas oportunidades do mercado digital em 2019? Baixe nosso Kit Engajamento e saiba as principais tendências para investir e turbinar sua estratégia de Marketing de Conteúdo e SEO.


2 thoughts on “Melhor hospedagem para blog: 5 características para escolher a empresa certa

Deixar uma resposta