Top 5 técnicas de Copywriting: conteúdo que convence e atrai

Técnicas de Copywriting

O Copywriting é um conjunto de técnicas que tem como objetivo convencer e converter o usuário por meio do conteúdo produzido, seja um material institucional para seu site, um artigo de blog, por meio de imagens ou em um texto de topo, meio ou fundo de funil de vendas.

Que tal otimizar o seu tempo e conhecer as técnicas de copywriting enquanto você dirige, anda na rua ou descansa a vista? Aperte o play abaixo e ouça o artigo na íntegra:

Você já deve ter ouvido falar na importância do marketing de conteúdo em uma estratégia de marketing digital. Pois bem, dentro dessa dinâmica o papel do Copywriting é persuadir, vender ou converter um usuário por meio do conteúdo.

Leia mais: Descubra aqui as tendências de marketing digital 2018 que vão dominar o cenário!

Algumas das técnicas de copywriting que usamos diariamente quando escrevemos para nossos clientes são, na verdade, técnicas de persuasão em vendas, para cativar ou convencer uma audiência.

Algumas técnicas de copywriting para internet são amplamente conhecidas – coisas como usar marcadores, sub-cabeçalhos, frases curtas, etc. Neste artigo separamos algumas ideias mais sutis que podem criar uma escrita mais atraente e melhorar sua estratégia de marketing de conteúdo.

Uma dica animadora? Qualquer um pode aprender a usar essas técnicas de copywriting. Isso significa que com um pouco de prática, essas técnicas podem se tornar parte de seu conjunto de habilidades de copywriting.

Antes de falarmos sobre as top 5 técnicas de copywriting, vale apresentar uma fórmula simples que vai ajudar você no processo de escrita de qualquer material que tem os objetivos acima apresentados. São 4 pontos fundamentais, que devem estar presentes na confecção de qualquer conteúdo que deseje converter um usuário:

 

  • Atenção: Retire o leitor de suas vidas chatas
  • Interesse: Envolva sua mente com informações incomuns, contra-intuitivas ou novas
  • Desejo: Envolva o coração deles para que eles queiram o que você está oferecendo
  • Ação: Peça para eles darem o próximo passo

 

Agora você está preparado para conhecer as melhores técnicas de copywriting para aplicar nos seus textos, tendo um retorno maior das suas estratégias de conversão e utilizando, finalmente, o marketing digital para atrair leads.

5 técnicas de copywriting para aplicar hoje em seus textos

 

1.Mostre ao leitor o que há para ele

 

É um fato inegável: os leitores não se importam com você ou sua organização. Eles se preocupam com o que você pode fazer por eles, seja aliviar o sofrimento, mudar vidas ou inspirar outras pessoas. Mostre ao seu leitor como você atende a essas necessidades e os benefícios que ele obtém por fazer parte desse grande trabalho.

“O que tem para mim?” Para responder à essa pergunta primeiro certifique-se de entender a diferença entre os recursos de seu trabalho e seus benefícios.

Um recurso é um fato, qualidade, atributo ou característica do seu produto ou serviço. Os benefícios vão um passo além. Eles mostram as vantagens ou resultados que um recurso oferece ao seu leitor. Como sua causa melhora ou muda as coisas para ele?

 

Técnicas de Copywriting

 

Como enfatizar os benefícios

  • Mostre como seus serviços ajudam

Recurso: Olhe de Perto é uma experiência de uma semana para adolescentes cegos.

Enfoque no benefício: adolescentes cegos podem aproveitar a vida de uma maneira totalmente nova! Você pode ajudá-los a desenvolver a independência, aprender habilidades para a vida e experimentar a natureza – muitos pela primeira vez – quando você apoia o Olhe de Perto.

Viu como a sua relação com o conteúdo muda na segunda opção com enfoque no benefício?

  • Mostre as vantagens

Compare como sua causa se compara à concorrência – e por que a sua é diferente e melhor.

Recurso: o programa de tutoria pós-escola do Central de Aprendizado se reúne diariamente, em vez de apenas duas vezes por semana.

Em vez disso, tente: Nosso programa de reforço escolar para crianças (de 6 a 12 anos) deixa sua mente à vontade. Você sabe que seus filhos estão em um ambiente seguro e amoroso todos os dias depois da escola. As crianças não apenas realizam o dever de casa – elas fazem isso junto com um amigo adulto que se importa e ajuda a obter resultados.

O tutor do seu filho se torna um membro importante da sua equipe familiar.

  • Mostre resultados

Qual resultado o leitor pode esperar? Por que a vida será melhor com você?

Recurso: A Academia de Pistas de Corrida tem uma equipe de corredores de nível mundial.

Tente isto: Na Academia de Pistas de Corrida, atletas em alto risco mais talentosos recebem diariamente sessões de treinamento pessoal com um corredor experiente para ajudar a identificar seus pontos fortes e fracos. Eles aprendem alongamentos e estratégias dos campeões para torná-los mais flexíveis e fortes e serão desafiados por nossa equipe de classe mundial para alcançar e exceder seu potencial nesta temporada. A equipe sabe o que é preciso para ter sucesso e eles compartilharão seus segredos com seu atleta em risco.

 

2. Escreva para uma pessoa real

 

Entenda e defina seu público alvo, ou a persona para a qual você escreve. Escreva uma descrição dela, saiba o que ela pensa, acredita, sente e sabe. Imagine uma pessoa que você conhece que se encaixa no perfil de destino. Escreva para essa pessoa como se ele estivesse sentado do outro lado da mesa.

Isso porque escrever um texto persuasivo é como falar no papel. Pense no seu tom, nas suas palavras, nas coisas sobre as quais fala quando tem uma conversa real – é diferente, dependendo de com quem você está falando.

Você fala com a sua avó da mesma maneira que fala com o seu vizinho de 28 anos que trabalha na loja de automóveis? Ou você conversa com o professor universitário de sua filha da mesma maneira que fala com a garota que fica no caixa da mercearia? Provavelmente não.

Dessa forma você precisa saber:

  • Quem é seu leitor
  • E qual linguagem ele fala

Algumas dicas são importantes para aprender a falar direto com o seu leitor:

Ouça

Ouça uma pessoa (ou melhor ainda, passe algum tempo com alguém) que se adapte ao seu perfil de leitor. Por exemplo, se você estiver escrevendo para uma profissional de 50 anos, encontre uma em seu círculo. Assista mulheres profissionais de 50 anos em entrevistas de televisão e as ouça em talk shows. Observe-os em restaurantes e lojas de departamento. Capture seus maneirismos, padrões de fala e preferências.

 

Conheça a auto-imagem do seu leitor

Saiba como seu leitor se vê. Aqui é onde você precisa encontrar uma maneira de se identificar com seu prospect. Ele pode se ver como um cidadão patriota à mercê de uma tendência política em rápida ascensão, que simplesmente quer proteger sua família e manter seus direitos básicos – e ele pode se sentir vitimado quando os outros o chamam de teimoso e carente de compaixão. Como você pode falar com ele no papel para que ele sinta que pode confiar em você? Ao falar com seus valores.

 

Entenda a compreensão do seu leitor sobre sua causa

Entenda o que seu leitor já sabe sobre seu assunto ou sua causa. Em seguida, identifique o que mais seu leitor precisa saber sobre seu assunto. Isto é muito importante.

Seu leitor pode ter um pressentimento de que adolescentes hoje lutam por sobrevivência emocional em meio a valores culturais em declínio, mas ele pode não estar ciente das estatísticas atuais sobre os adolescentes quando se trata de lares desfeitos, abuso, vício, internet, pornografia, depressão, isolamento e suicídio. É provável que você tenha pilhas de informações que você possa usar, mas cuidado para não sobrecarregá-lo, utilize suas informações de forma organizada.

Determine o que mais o seu leitor quer saber e sentir sobre o seu assunto ou a sua causa. Como você pode aumentar sua paixão?

 

Faça as perguntas do seu leitor

Descubra quais perguntas seu leitor tem sobre sua causa. Você recebe perguntas sobre o seu nicho, produto ou serviço o tempo todo. Estude os comentários feitos em seus canais de mídia social. Pergunte aos seus funcionários e voluntários que confusão surge durante telefonemas e e-mails. Aborde essas questões de frente. Explique ao seu leitor por que seu conteúdo é importante para ele em particular.

Você também precisa entender quem é e como falar com seu público alvo para conseguir criar pautas para seu blog que atraiam essa persona definida.

 

3. Conte boas histórias

Contar histórias é a oportunidade perfeita para mostrar, não falar. Utilize técnicas de storytelling para marketing. Ao contar uma história, você tem a chance de apresentar o problema e mostrar resultados – como você fornece a solução. Histórias envolvem os corações dos leitores e os levam a agir.

Uma das maneiras mais poderosas de conquistar os leitores é contar histórias de sucesso sobre o seu programa.

 

É um fato: Histórias Superam Descrição

 

Usando a descrição: Anna era uma estudante universitária trabalhadora quando foi abordada na biblioteca da universidade e solicitada a preencher uma pequena pesquisa, pela qual receberia R$ 5. Depois de completar a pesquisa, ela espiou no envelope de pagamento, contou R$ 5 e encontrou uma nota de uma organização humanitária. A nota explicava como a organização trabalhou para aliviar a fome infantil na África, citando estatísticas e fatos. Anna daria aquele dinheiro para ajudar as crianças afetadas pela seca, escassez de alimentos e deslocamento? Sim, ela ajudou com alguns trocados no caixa da saída da biblioteca.

Usando a história: … mas quando Sarah pegou a pesquisa e abriu seu envelope de pagamento, ela encontrou uma história e uma foto de uma menina, Mali de 7 anos, desnutrida. A nota pedia a Sarah que lhe desse dinheiro para ajudar a menina a tomar água limpa, ter uma refeição diária nutritiva e cuidados médicos básicos. Sarah deu R$ 5 para a mesma organização humanitária para ajudar a criança.

As reações de Anna e Sarah foram típicas no estudo de 2007 realizado na Carnegie Mellon University, em que os alunos que leram a história da criança doaram mais do que o dobro daqueles que leram a descrição da necessidade e como ela era.

Os pesquisadores concluíram que os leitores são mais facilmente persuadidos através de relatos anedóticos (o que Sarah recebeu em seu envelope).

 


4. Forneça uma prova

 

Declarações gerais e sentimentos levantados em histórias precisam ser apoiados por informações sólidas. Demonstrar benefícios com lógica. Esse tipo de informação impede os compradores ou doadores de sentirem remorso e apelam para a mente. A melhor escrita persuasiva agrada à emoção e ao cérebro.

Você vai escorrer credibilidade quando se estabelecer como uma autoridade usando estatística e dados para corroborar o que você diz.

Digamos que você tenha apresentado o problema ao seu leitor e tenha pintado uma foto com uma história convincente sobre seu produto ou causa. Nesse ponto, o coração do seu leitor está comprometido. Ele está concordando com você, pensando que não pode suportar que essas garotas sejam deixadas nas ruas da Índia para se prostituírem por comida. Sim, quero fazer algo sobre isso, mas…É esse “mas” na mente de seu leitor que você deve abordar. Se você não fizer isso, ele não será persuadido.

Os leitores procuram desculpas para não agir. É como os seres humanos são conectados. Uma boa redação persuasiva aborda os protestos internos do seu leitor. Uma das melhores maneiras de fazer isso é dando provas.

 

Os dois tipos de prova

Boa escrita persuasiva baseia-se em dois tipos de prova: prova factual e prova social. Ambos têm seus pontos fortes.

A prova factual fornece ao seu leitor evidências reais para respaldar suas reivindicações.

Tipos de prova factual incluem:

 

  • Estatísticas
  • Estudos científicos ou documentados
  • Dados
  • Gráficos
  • Informações do processo: como funciona o produto, a ideia ou o serviço
  • Citações de fontes credenciadas

 

A prova social fornece opiniões e declarações de pessoas para respaldar suas reivindicações. Tipos de prova social incluem:

 

  • Depoimentos
  • Indicações midiáticas
  • Publicações de prestígio referenciando o produto, ideia ou serviço
  • Recomendações de especialistas
  • Endossos de celebridades
  • Citações de fontes credenciadas

 

5. Use repetição

É um princípio psicológico: ouvindo informações repetidas vezes, nossas mentes começam a pensar que “isso deve ser verdade”. A repetição torna a ideia fácil de entender.

É uma técnica simples, mas não simplista. Existem diferentes maneiras de repetir uma ideia para persuadir seu leitor e levá-lo ao encontro de seu modo de pensar. Mas você não pode escrever repetidamente no piloto automático e esperar ser persuasivo.

Estudos revelam uma base psicológica para o poder da repetição.

Pense no que acontece quando você entra na mercearia. Talvez você comece suas compras na seção de laticínios, seguida pelo cereal, depois pelo corredor de condimentos – todas as vezes – porque você está familiarizado com o layout da loja e sabe onde encontrar seus itens favoritos.

O fenômeno acima é chamado de “Princípio da Familiaridade”, desenvolvido pelo psicólogo Robert Zajonc. Quanto mais você está exposto a uma ideia – quanto mais ela é repetida – mais familiar ela se torna. Nós temos uma preferência por pessoas, tarefas e ideias simplesmente porque elas são familiares.

E o contrário também é verdadeiro: em geral sentimos medo do que pode ser novo ou diferente.

Quando você está exposto a um conceito mais de uma vez, sua mente começa a pensar “isso parece familiar” ou “isso deve ser verdade” porque você já ouviu isso antes. Ideias competitivas ficam em segundo plano. Como você ouve a idéia de novo e de novo, fica mais fácil de entender e aceitar. O entendimento é freqüentemente tomado como verdade – e a verdade é persuasiva.

 

Como usar a repetição para escrever de forma persuasiva

Use a mesma palavra ou frase

Sim, estou falando sobre sua palavra-chave – o termo ou frase de captura que é fundamental para sua peça. Use o seu estrategicamente: no título, no primeiro parágrafo e em um ou mais subtítulos. Cuidado para não exagerar, mas use e repita!

 

Use variações

Encontre palavras ou frases que transmitam a mesma ideia da sua palavra-chave. Por exemplo, no lugar da minha palavra-chave, repetição, eu uso variações como repetir, repetidamente, novamente, mais e reafirmar. Torne-se o melhor amigo do seu dicionário de sinônimos.

 

Use estruturas diferentes

Apresente o seu ponto de várias maneiras diferentes com diferentes dispositivos: conte uma história, cite uma estatística, cite uma celebridade. Forneça uma ilustração de comparação / contraste. Use uma metáfora.

Para acompanhar a evolução do trabalho e ter certeza que as técnicas de copywriting, assim como outras técnicas de como rankear o site no Google com SEO, por exemplo, estão trazendo o resultado esperado, é preciso definir KPIs de marketing digital, ou seja, indicadores que irão responder às suas questões sobre conversões diversas.

A produção de conteúdo é uma das grandes fórmulas de atração e conversão de usuários em leads, e para conquistar esses usuários muitas são as plataformas que possibilitam o acesso ao conteúdo produzido. Umas das formas é a produção de posts em formato de áudio, que atinge um número de pessoas que em geral não conseguem parar para ler o material produzido que os interessa, recorrendo assim às novas experiências.

Gostou da ideia? O Vooozer produz e distribui seu conteúdo em áudio para agregar ainda mais valor ao seu marketing de conteúdo, assim como aumentar o engajamento em suas publicações. Você quer saber como ajudamos a Rock Content a aumentar em 10% o tempo de permanência na página com posts no formato de áudio?

Deixe uma resposta