seo-local

Um guia abrangente para SEO local em 2019

A pesquisa local é poderosa para pequenas empresas: quatro entre cinco consumidores usam a busca para encontrar informações locais. Isso significa que se sua empresa não estiver otimizada para pesquisa local, você poderá perder 80% de seus clientes em potencial. Em suma, SEO local é fundamental se você quiser que sua empresa permaneça relevante.

Conheça mais sobre SEO local sem precisar ler. Aperte o play acima e ouça o artigo na íntegra!

Para ajudar você a otimizar seus negócios para SEO local, criamos um guia abrangente, que abordará as ferramentas locais de SEO, as práticas recomendadas de pesquisa local, como otimizar para o Google Meu Negócio e muito mais.

Ao final do guia, você terá um bom entendimento sobre como otimizar sua empresa para alcançar clientes em potencial que usam a pesquisa local para escolher quais produtos ou serviços eles comprarão.

O que é o SEO local?

O SEO local ajuda as empresas a promover seus produtos e serviços para prospects e clientes da sua localidade ou que estão nela.

Para coletar informações para a pesquisa local, os mecanismos de pesquisa contam com sinais como conteúdo local, páginas de perfil social, links e citações para fornecer os resultados locais mais relevantes para o usuário.

Melhores táticas de SEO local

Para ter sucesso na pesquisa local, você precisa fazer três coisas:

  1. otimizar sua conta do Google Meu Negócio,
  2. melhorar seu SEO na página atualizando seu site
  3. se destacar na Web.

Embora possa parecer difícil, é totalmente possível ter sucesso em todos os três com alguma paciência, trabalho e perseverança. Fique com a gente e vamos explorar cada item em profundidade.

Otimizar para o Google Meu Negócio

O Google Meu Negócio se tornou o creme de la creme da pesquisa local, uma vez que o Google, compreensivelmente, se sente mais confortável compartilhando conteúdo que pode suportar e verificar.

Então o Google Meu Negócio é a ferramenta para ajudar sua empresa a atender às necessidades do Google. Se o Google puder confirmar sua empresa como autêntica, ele poderá recompensar sua empresa com um espaço na barra lateral na pesquisa local do Google.

Para garantir que você esteja otimizado para o Google Meu Negócio, crie e confirme uma página do Google Meu Negócio. Use o Google Posts em sua conta, incentive seus clientes a compartilhar avaliações online e responda autenticamente, especificando a localização.

Por exemplo, “Agradecemos seu feedback sobre [produto/serviço] em [cidade, estado]. Valorizamos sua opinião e esperamos trabalhar com/ver você novamente. Obrigado da equipe [nome completo da empresa].”

Atualizações no site

Agora que discutimos como otimizar sua empresa para o Google Meu Negócio, vamos dar uma olhada em cinco atualizações simples de sites para melhorar seu SEO local.

1. Melhorar a estrutura de links internos

Embora os links externos que apontam para seu site sejam ideais (o que discutiremos em breve), ajustar sua estrutura de links internos também aumentará suas classificações de SEO.

Por que os links internos são importantes? Eles fazem o seguinte:

  • Suportam a navegação no site;
  • Auxiliam na arquitetura da informação e na hierarquia de sites;
  • Distribuem autoridade de página e poder de classificação entre as páginas.

2. Otimizar a URL, as tags de título, os cabeçalhos, a meta descrição e o conteúdo

Quando se trata de conteúdo, cada novo artigo no blog é uma nova página indexada para o seu site, uma nova página para segmentar uma frase de pesquisa geográfica e uma nova oportunidade para ser encontrada nas páginas de resultados dos mecanismos de pesquisa (SERPs).

Toda vez que você escreve um conteúdo, é preciso otimizá-lo para os mecanismos de pesquisa, usando palavras-chave de alto volume na URL, título, cabeçalho, meta descrição e corpo.

Se você tiver problemas para criar conteúdo segmentado por área geográfica, considere destacar histórias de sucesso e estudos de caso.

3. Adicionar páginas de localização ao seu site

Se você tiver mais de um endereço local, crie páginas de localização separadas.

As páginas de localização fornecem aos leitores:

  • seu NAP (Name Address Phone – Nome Endereço Telefone);
  • horário de funcionamento;
  • descrições exclusivas da loja;
  • informações sobre estacionamento/trânsito;
  • promoções;
  • depoimentos de clientes satisfeitos e muito mais.

Também é importante evitar a duplicação de conteúdo em várias páginas de localização. Para empresas de local único, crie uma página ‘Sobre nós’ completa.

Você ganhará pontos extras se adicionar um mapa do Google ao seu site em suas respectivas páginas de localização.

4. Criar conteúdo local

O Google continua a ficar mais inteligente, o que significa que os criadores de conteúdo agora podem realmente escrever para os usuários, não para os mecanismos de pesquisa.

Mas, embora escrever sobre tópicos gerais atraia uma grande multidão, às vezes é mais importante aprimorar seu foco e escrever sobre notícias locais ou do setor para atrair um público local.

Seja a autoridade local para o seu setor, promovendo reuniões, notícias, funcionários e outros conteúdos educacionais em seu blog. Pense no conteúdo do topo do funil que vai além do que sua empresa vende.

Por exemplo, se você é uma empresa de segurança local e está tentando atrair empresas que são novas para a área, crie um recurso útil para que essas empresas conheçam bem sua cidade.

Um mapa de provedores de serviços locais ou um calendário de eventos em toda a cidade podem fornecer valor para sua persona e conter sinais locais relevantes na página.

5. Assegurar que seu site seja compatível com dispositivos móveis

A pesquisa local e a pesquisa móvel andam de mãos dadas (nove em cada dez utilizadores de smartphones realizam pesquisas locais nos seus dispositivos!).

Algumas das formas mais comuns pelas quais as pessoas usarão seu site em um ambiente móvel é para pesquisar opiniões, encontrar rotas para sua localização e pesquisar informações de contato.

Torne isso mais fácil para seus clientes em potencial e clientes atuais tornando seu site ou blog responsivo e otimizado para celular.

Leia também: Como aumentar as visitas de um blog e site com tráfego orgânico?

Ferramentas para SEO local

Agora que abordamos como otimizar seus negócios para SEO local, vamos explorar algumas ferramentas úteis que você pode aproveitar para melhorar sua classificação nas áreas em que é mais importante.

  1.  Whitespark Local Citation Finder

Uma citação local é qualquer menção online do nome, endereço e número de telefone de uma empresa local.

As citações são importantes porque ajudam a divulgar as empresas locais na pesquisa online e, quando as empresas locais gerenciam ativamente suas citações para garantir a precisão dos dados, elas promovem a confiança dessas listagens online.

Whitespark conhece bem este reino – muito bem. Com uma versão inicial gratuita e uma opção popular de US$ 24 por mês, o Whitespark oferece gerenciamento de listagem local, recomenda onde listar sua empresa, examina sua concorrência e constrói e monitora seu crescimento de citações para melhores classificações de busca local.

  1. Screaming Frog

Este programa rastreia links, imagens, CSS, scripts e aplicativos de sites de uma perspectiva de SEO.

Curioso se você tem algum erro 404? Quer saber sobre a falta de meta descrições ou de H1? O Screaming Frog analisará gratuitamente até 500 URLs e oferece uma versão paga ilimitada por US$ 200/ano.

  1. Moz Local

Menos cara que a maioria de seus concorrentes (a partir de US$ 99/ano e com um nível profissional do serviço de US$ 179/ano), a Moz Local garantirá que sua listagem de empresas tenha sido verificada no Google e no Facebook e distribuirá sua listagem pelo ecossistema de pesquisa.

Além disso, a Moz Local irá colaborar com agregadores de dados para ajudar a impulsionar as listagens, garantindo que sua empresa ganhe visibilidade.

  1. Ahrefs

O Ahrefs ajuda na verificação de backlinks, o que é importante, pois esses links (direcionados ao seu site) servem como um indicador da autoridade do site.

O Ahrefs também oferece análise de concorrentes, pesquisa de palavras-chave e insights sobre o texto âncora que outros sites usam quando fazem backlinks para seu site.

Esta ferramenta tem uma versão inicial de US$ 99/mês e uma opção padrão de US$ 179/mês para um rastreamento mais extenso.

  1. Buzzstream

A partir de US$ 299/mês, a BuzzStream facilita o ganho de backlinks locais, o que ajuda a identificar e construir relacionamentos com influenciadores locais pesquisando influenciadores, acompanhando conversas e fornecendo insights de relatórios sobre suas campanhas de divulgação, desempenho de equipe e links.

Qual é o próximo?

Este guia para SEO local em 2019 destina-se a impulsionar o seu sucesso local.

Embora algumas das dicas sejam atividades únicas em que você pode defini-las e esquecê-las (por exemplo, certificar-se de que sua NAP está claramente escrita em seu site), outras tarefas, como a criação de avaliações e a publicação de conteúdo localmente relevante, são atividades que sua empresa precisa fazer de forma contínua para o sucesso a longo prazo do SEO local.

Tenha em mente essas duas tarefas enquanto trabalha para melhorar a visibilidade online e esperamos ver você na primeira página do Google!

Baixe nosso Kit de Engajamento e descubra como melhorar as ações de marketing digital da sua empresa com estratégias inovadoras e atuais.


semrush-vs-moz

SEMrush vs MOZ: Qual é a melhor ferramenta de SEO?

Como um profissional de marketing, você trabalha com muitas empresas B2B para melhorar seus rankings. Dia sim outro também, você precisa usar as melhores ferramentas para fazer esse trabalho. Nesse cenário, a competitividade é alta e existem várias ferramentas. Mas qual usar? Vamos fazer um comparativo entre as principais hoje: SEMrush vs Moz Pro.

Quer ficar por dentro da nossa análise SEMrush vs MOZ mas está sem tempo para ler? Aperte o play e ouça o artigo!

Ambas as ferramentas de marketing digital estão entre as mais respeitadas e reconhecidas no mundo do SEO. As duas são bastante abrangentes no que elas podem fazer, mas desde que muitos de seus recursos convergiram, surgiu a dúvida de qual escolher.

Esta não é uma decisão fácil porque ambas as ferramentas tem muito a oferecer. A seguir, faremos uma comparação honesta de SEMrush vs MOZ com os principais recursos de cada ferramenta de SEO.

Análise comparativa: SEMrush vs MOZ

Pesquisa de palavra-chave: Keyword Magic do SEMrush vs Keyword Explorer Review da Moz

A ferramenta de pesquisa de palavras-chave do SEMrush é chamada de “Keyword Magic Tool”.

Sua ferramenta de palavras-chave fornece centenas de sugestões de palavras-chave para segmentar, assim como a da Moz. Mas foi claramente construída a partir de uma perspectiva PPC.

Por exemplo, eles criam ideias de palavras-chave com base nas palavras-chave de origem e você pode filtrar por:

  • correspondência ampla;
  • correspondência de frase ou correspondência exata;
  • número de palavras;
  • declarações ou perguntas;
  • palavras com as quais começa;
  • palavra termina com;
  • palavras-chave contém;
  • palavras-chave que não contém;
  • dificuldade.

Surpreendentemente, isso realmente é um benefício, já que essas opções de filtro são bastante úteis e outras ferramentas normalmente não oferecem.

A ferramenta da Moz, chamada Keyword Explorer, é tão poderosa quanto. Ela dará a você algumas centenas de ideias de palavras-chave com base na frase original digitada.

Sua filtragem pode ser mais poderosa, pois permite classificar alguns métodos inovadores, incluindo:

  • relacionado a palavras-chave com resultados de pesquisa semelhantes;
  • tópicos relacionados;
  • tópicos amplamente relacionados;
  • incluir apenas palavras-chave com todos os termos de consulta;
  • uma mistura de fontes.

A única desvantagem que somente o uso constante revelará é que a ferramenta nem sempre é precisa. Essas opções de filtragem exigem um algoritmo qualitativo e isso é difícil de acertar.

Filtrar por resultados de pesquisa semelhantes, por exemplo, parece como uma maneira meio Santo Graal de encontrar ideias de palavras-chave de SEO, mas os resultados que aparecem geralmente não são ideais. Você recebe termos amplamente relacionados que nem sempre são relevantes.

Ambas as ferramentas correspondem aproximadamente a essa área. A Moz tem uma pequena vantagem porque compensa seus filtros imprecisos com a precisão do volume de pesquisa.

A ferramenta de palavra-chave do Google , por exemplo, faz uma coisa desagradável ao combinar as pesquisas médias por mês de frases de pesquisa, sinônimos, plurais e singulares intimamente relacionados.

O problema é que ele não consegue captar o volume de pesquisa nas palavras-chave que têm pouco volume (10 por mês é geralmente o limite em que essas imprecisões ocorrem) ou superestima, agrupando muitas coisas juntas.

O Moz Pro exibe seu próprio volume de pesquisa exclusivo para cada palavra-chave, o que separa claramente cada palavra-chave relacionada em seu próprio volume de pesquisa para obter uma imagem mais precisa.

Assim, o volume de pesquisa no Moz é um pouco mais preciso do que no SEMrush.

Análise competitiva de palavras-chave

O SEMrush é uma das ferramentas mais completas e precisas quando se trata de informar todas as palavras-chave classificadas para as páginas do seu concorrente. Nada chega perto.

Se há uma coisa que faz o SEMrush brilhar, é isso.

Quando você compara a profundidade dos resultados com outras ferramentas que fazem isso, como a SpyFu, a diferença é impressionante. O SpyFu mostrará apenas uma pequena fração de palavras-chave que realmente classificam para uma página, e essas palavras-chave e suas classificações geralmente serão um pouco imprecisas.

A melhor parte? Demora menos de um segundo para o SEMrush fornecer todos os dados.

Atualmente, a Moz não oferece esse recurso. O que ele oferece é uma comparação das palavras-chave de classificação do seu domínio raiz com até dois domínios-raiz de outros concorrentes.

Ele oferece um tema do Diagrama de Venn que identifica quais palavras-chave você classifica e quais palavras-chave apenas um de vocês classifica. Você pode obter esse recurso na ferramenta Keyword Explorer selecionando domínio raiz, subdomínio ou página exata na opção de pesquisa.

Dito isto, SEMrush e SpyFu podem fazer o mesmo. Mas como a Moz acabou de lançar a sua solução, a ferramenta do SEMrush provavelmente é mais precisa, já que teve mais tempo para eliminar imprecisões.

Embora isso seja melhor que nada, ele não mergulha no ‘X’ real da análise do concorrente.

O poder real desta ferramenta é a capacidade de descobrir imediatamente todas as palavras-chave e posições orgânicas classificadas por todos os seus concorrentes.

Ele também exibe o tráfego de pesquisa estimado para cada palavra-chave e a porcentagem de palavras-chave que são relacionadas com marca.

Acompanhamento de palavras-chave ao longo do tempo

Com SEMrush, você pode fazer verificações instantâneas de mudança de classificação de palavra-chave em qualquer período de tempo especificado.

Com a Moz, o desempenho da palavra-chave de rastreamento não é retroativo. Portanto, se você acabou de enviar uma palavra-chave, ela manterá as guias em andamento, mas não poderá verificar o desempenho da sua classificação nos últimos seis meses ou ano.

Em termos de precisão, o SEMrush pode ser um pouco melhor.

Às vezes, ao fazer uma classificação por mudança de posição para ver quais palavras-chave foram mais alteradas, a Moz exibe várias palavras-chave como “Nenhum volume de dados de pesquisa” que subiram 99 posições para a Classificação nº 1.

É basicamente dizer que um monte de palavras-chave com menos de 10 pesquisas por mês chegou ao topo. Mas ao checar as estatísticas, é uma história diferente.

Ir direto aos resultados de pesquisa do Google em uma janela anônima conta uma história diferente. Não achamos a página X listada em nenhum lugar perto da classificação 1 para essas palavras-chave ou para palavras-chave com um volume substancial de pesquisa que foram classificadas entre as dez primeiras. Às vezes, ela nem está nos resultados da pesquisa.

Essa imprecisão pode ser resultado da grande quantidade de dados com os quais a Moz tem que trabalhar e da baixa frequência que ela atualiza esses dados. Mas quem sabe? Pode ser uma causa raiz ainda maior.

SEMrush vs Moz: Revisão de Análises

O SEMrush oferece seu próprio conjunto de métricas para SEO. Algumas bastante úteis são:

  • Recursos de SERP (que apresentam sua palavra-chave nos resultados de pesquisa, incluindo pacotes locais, caixas de respostas, trechos em destaque, perguntas relacionadas etc.);
  • Um relatório bastante preciso sobre a posição da palavra-chave ao longo de qualquer período de tempo;
  • O número total de resultados concorrentes no Google;
  • Sua própria métrica de dificuldade de palavra-chave;
  • Filtragem do Google Desktop vs Mobile;
  • Filtragem por país.

semrush-comparison-keyword-research-1

O SEMrush também possui uma ferramenta chamada SEO Idea Units. Ela oferece ideias de como conseguir um ranqueamento de página para uma determinada palavra-chave. São  insights sobre link building, SEO, UX, recursos SERP, semântica e idéias de conteúdo.

A Moz também possui algumas métricas ótimas, algumas das quais são baseadas em seu próprio algoritmo secreto:

  • Recursos de SERP;
  • Autoridade de página;
  • Uma métrica de prioridade;
  • Autoridade de Domínio;
  • Uma métrica de dificuldade;
  • Uma métrica de CTR orgânica;
  • Uma métrica de volume de pesquisa mais precisa e apurada (como mencionado anteriormente).

Você também pode enviar uma lista de palavras-chave em massa e ela emitirá essas métricas em cinco minutos ou menos.

Honestamente, a Moz vence aqui.

Sua métrica de autoridade de domínio e de página é bem conhecida desde os primórdios do SEO e ainda é bastante precisa para estimar a competitividade de seu site ou de qualquer outro site.

As outras métricas que a Moz oferece também são ótimas para avaliar o valor da classificação de uma palavra-chave e uma probabilidade de que você possa classificar por ela. Quer dizer, esse número de CTR orgânico é bastante interessante e difícil de conseguir!

Além disso, algumas dessas métricas podem ser verificadas por você mesmo com precisão se você não confia na Moz. Para palavras-chave que você sabe que são extremamente competitivas, você pode ver se as métricas de Prioridade e Dificuldade são compatíveis.

Perfis de Backlink

No que diz respeito aos perfis de backlink, ambas as ferramentas possuem recursos bastante semelhantes e abrangentes. O SEMrush tem uma ligeira vantagem, pois também possui gráficos que categorizam diferentes tipos de backlinks por porcentagem.

semrush-vs-moz-pro-organic-keyword-research-1

Essas categorizações incluem:

  • país de origem;
  • seguido e não seguido;
  • qual % de links são texto vs imagem.

Embora essas métricas extras sejam legais, elas não são tão impactantes para o SEO. A única exceção seria a capacidade de classificar por ocorrências de texto âncora.

Para grandes sites de concorrentes, é uma boa maneira de identificar quais tópicos e postagens de blogs estão atraindo o maior número de links para que você possa replicar esse esforço.

Ele marcará os backlinks que você costumava ter, mas perdeu no relatório.

Organização e Ferramentas do cliente

Quando você tem vários sites ou clientes, você precisa de uma ferramenta que possa gerenciar todos os dados, rastreamentos e relatórios para cada um deles.

O SEMrush tem um recurso chamado de Projetos que você pode configurar para domínios específicos (clientes). É um pouco escondido (é um botão chamado Projetos na parte inferior da barra lateral esquerda) e contém todas as ferramentas voltadas para agências que ele oferece.

Muitos dos recursos são recentes, pois têm o marcador “Beta”. Como eles ainda estão na versão Beta, eles não são tão integrados e perfeitos ainda.

Tendo dito isso, o SEMrush tem muitos recursos interessantes como:

  • monitoramento de marca;
  • um auditor de SEO excepcional;
  • um analisador de conteúdo.

Muitos também ainda na versão Beta, então os problemas podem não ter sido todos resolvidos.

A Moz possui um conjunto de recursos de gerenciamento de clientes em sua seção Clientes que foram lançados e testados por algum tempo.

Eles funcionam bem para organizar e acompanhar o desempenho de diferentes sites. O único grande problema seria a precisão de seu desempenho de rastreamento de palavras-chave, que mencionamos anteriormente.

Painéis Executivos

Tanto a Moz quanto o SEMrush têm um painel executivo que fornece uma visão geral de como os esforços de otimização para mecanismos de pesquisa estão funcionando para você. O maior diferencial entre os dois é o KPI que cada um considera mais importante.

A Moz tem a sua escala de valor proprietária (Autoridade de Domínio e Autoridade de Página) que mostra imediatamente no topo do seu painel. Eles também destacam a visibilidade orgânica e o tráfego para você e seus concorrentes.

Moz-pro-dashboard-review-1

Eles têm caixas para as principais palavras-chave locais e nacionais que mostram a palavra-chave, rankings, links externos e classificações de palavras-chave concorrentes. Você pode visualizar esses dados de dois modos diferentes: semanal ou mensal.

O SEMrush toma uma abordagem com uma diferença que você pode identificar imediatamente. Em vez de se concentrar no local em que o site rastreado está em uma escala proprietária, eles mostram dados de tráfego para pesquisa orgânica, pesquisa paga, backlinks e publicidade paga na parte superior.

Moz-Pro-vs-SEMRush-data-comparison-1

O segundo painel divide o tráfego por país e mostra um gráfico que descreve o mix orgânico/pago. Eles também incluem métricas para:

  • as principais palavras-chave orgânicas;
  • distribuição de posição orgânica;
  • principais concorrentes orgânicos (com base no SERP, não no setor);
  • um mapa de posicionamento competitivo;
  • tráfego de pesquisa de marca;
  • quebra de marca versus não marca;
  • uma linha de tendência de tráfego de marca.

Todos esses dados nos levam apenas até o meio da página. Há dados sobre pagamentos, backlinks, indexação e muito mais.

SEMrush vs Moz Pro: Pricing

O preço do Moz Pro varia de US$ 99 por mês a US$ 999 por mês. Se você paga anualmente, pode economizar 20%.

Seu plano mais caro oferece 100 sites rastreados (campanhas), 10.000 palavras-chave rastreadas e 5 milhões de páginas rastreadas por semana. Você recebe relatórios e um nível premium de suporte sempre que solicitado dentro do horário comercial.

O preço do SEMrush varia de US$ 99 a US$ 399 por mês. Você pode economizar até US$ 800 no pacote superior (17%) se pagar anualmente.

Seu plano mais caro, o plano de negócios, inclui 200 sites rastreados, 5.000 palavras-chave rastreadas e 1 milhão de rastreamentos de páginas.

SEMrush vs Moz: Conclusão

A Moz é melhor em recursos do cliente para agência. Os recursos do SEMrush Projects não são tão elaborados, pois são novos, enquanto o Moz possui recursos de gerenciamento de clientes que já foram lançados e testados por algum tempo.

O conjunto de métricas, como CTR orgânica, dificuldade e autoridade de domínio, são importantes e bastante úteis para SEO.

O SEMrush é melhor para obter dados de SEO específicos e precisos – quase tudo que você possa imaginar – e exibi-los de uma maneira fácil de ler e exportar.

Onde ele realmente brilha são os dados orgânicos do concorrente, que podem fornecer a você todas as palavras-chave para as quais a página de um concorrente está classificada, o que é muito útil para pesquisa de palavras-chave de SEO ou PPC.

Também é extremamente preciso. Suas métricas e opções de filtragem são incríveis. As novas ferramentas de pesquisa de palavras-chave e auditoria de SEO são bastante impressionantes também.

As opções de filtragem do SEMrush para palavras-chave e backlinks também estão no ponto.

O grande fator diferenciador entre as ferramentas seria a precisão e a profundidade dos dados. SEMrush leva o prêmio para isso. Ser capaz de rastrear com precisão o desempenho de sua palavra-chave e reportá-la por qualquer período de tempo é importante para os relatórios dos clientes e manter a responsabilidade.

Além disso, os dados da Moz podem, às vezes, ser imprecisos, o que pode destruir a confiança e causar confusão ao avaliar seu desempenho.

O Moz vale a pena? Para algumas pessoas, sim. Dependendo de suas necessidades exclusivas, você pode colocar um valor mais alto nas análises e métricas superiores que a Moz fornece ou em seus recursos de gerenciamento do cliente. Agora a decisão é com você!

Vamos começar hoje mesmo a mudar a relevância e a qualidade do conteúdo do seu blog/site? Marque uma consultoria gratuita de Audio Marketing com nossos especialistas. Será um prazer te ajudar a alcançar suas metas de marketing!

E para ficar por dentro de todas as novidades que rolam aqui no blog sobre marketing digital, preencha o formulário abaixo e assine nossa newsletter.


O que é o SEMrush? Tudo que você precisa saber para começar a usar

O marketing digital não precisa ser difícil e várias empresas são focadas em oferecer a outras empresas uma maneira de explorar sua concorrência online e promover sua marca mais facilmente na internet.

Quer saber o que é SEMrush e como começar a usar, mas está sem tempo para ler o artigo inteiro? Aperte o play e ouça a versão completa em áudio!

Como profissional focado em SEO, você não apenas formula estratégias e as executa. Uma grande parte do processo é acompanhar e entender o desempenho do seu site.

Suas palavras-chave estão gerando mais leads ou apenas desorganizam seu site?

Você está direcionando o público certo?

Como estão seus concorrentes?

Você não saberia essas respostas se apenas procurasse em seu site e criasse técnicas e maneiras de melhorar seus negócios. Você precisa saber exatamente onde precisa de melhorias e como aplicá-las.

Ainda bem que existem ferramentas de marketing digital que pode ajudá-lo com isso – e o SEMrush é uma delas. Inclusive usamos ele bastante aqui no Vooozer.

Neste post, vamos te explicar o que é o SEMrush e as principais informações para começar a usar este software super conhecido no mercado. Vamos começar!

O que é o SEMrush?

SEMrush é um dos melhores softwares pagos de SEO, útil para fazer pesquisas de palavras-chave e para conduzir análises sobre revisões estratégicas em um site.

Expandir seu tráfego orgânico não é simples. Requer uma medida considerável de investimento, pesquisa e esforços para descobrir palavras-chave de alto desempenho. Um destaque entre as melhores abordagens para descobrir palavras-chave benéficas é pesquisar seus rivais.

No caso de encontrar e examinar as palavras-chave utilizadas pelos melhores sites e sites do seu setor, você irá melhorar o pensamento sobre o método mais eficiente para elaborar uma técnica de criação de conteúdo impecável para construir o tráfego geral do mecanismo de pesquisa.

Neste ponto é onde o SEMrush torna-se possivelmente o fator mais importante. A ferramenta o ajudará a pesquisar efetivamente as palavras-chave do seu rival, seus backlinks e quase tudo.

Você vai precisar mergulhar a fundo para ir conhecendo os elementos que compõem a auditoria do SEMrush para descobrir tudo que ele oferece.

Como funciona o SEMrush

O SEMrush é um pacote de marketing digital completo com ferramentas para todos os seguintes serviços profissionais:

  • SEO (otimização para mecanismos de pesquisa)
  • PPC (publicidade pay-per-click)
  • Pesquisa de palavras-chave
  • Análise competitiva
  • Mídia social
  • Relações públicas
  • Estratégias de Marketing de Conteúdo e mais!

Existem duas maneiras de coletar dados no SEMrush.

A primeira maneira é usar a barra de pesquisa para gerar relatórios sobre domínios e palavras-chave. Use-a para pesquisar a estratégia online de seu concorrente e encontrar palavras-chave valiosas para segmentar com suas próprias campanhas.

A segunda maneira é criar um projeto. Os projetos SEMrush permitem que você reúna dados de fora do banco de dados do SEMrush para analisar a visibilidade online de um site.

Escolhendo seu kit de ferramentas

Ao assinar o SEMrush, você tem acesso a todos os relatórios e ferramentas oferecidas. No entanto, pode ser que talvez você não precise usar todos os relatórios para obter os dados necessários. E, se estiver apenas começando, talvez não saiba por onde começar.

Os menus selecionados de relatórios e ferramentas facilitam para que as pessoas encontrem ferramentas específicas para seus trabalhos.

Há um kit de ferramentas para SEO, Publicidade, Mídia Social, Marketing de Conteúdo e Pesquisa Competitiva.

Ao escolher o kit de ferramentas que melhor atende às suas necessidades, você pode simplificar seu menu e entrar diretamente na pesquisa mais aplicável ao seu trabalho.

getting-started-toolkits

Inserindo consultas

Uma das coisas mais fáceis de se fazer no SEMrush é puxar um relatório de Visão Geral do Domínio.

entering-queries

Na barra de pesquisa você digita um domínio e o SEMrush lhe apresentará todas as informações que tem disponível para estudar o site consultado.

Haverá links rápidos para acessar relatórios mais detalhados que analisam backlinks, palavras-chave orgânicas e pagas e muito mais.

Você pode encontrar os principais concorrentes, palavras-chave, backlinks, histórico de publicidade de qualquer site e muito mais, apenas clicando em uma Visão Geral do domínio.

Em seguida, o menu de navegação à esquerda pode ser usado para alternar entre os relatórios mais profundos sem ter que inserir uma consulta novamente na barra de pesquisa.

pesquisas-palavras-chave
Também é fácil pesquisar uma palavra-chave no banco de dados. Basta digitar a palavra ou frase na barra de pesquisa e o SEMrush preencherá um relatório de Visão Geral da palavra-chave com todas as informações sobre aquele termo de pesquisa.

A partir desse ponto, o usuário pode analisar desde métricas de nível superior até relatórios mais detalhados com palavras-chave de correspondência de frases, grupos de palavras-chave semânticas, dificuldade de palavras-chave, custo por clique e muito mais.

Para uma experiência aprofundada de pesquisa de palavras-chave, use a Keyword Magic Tool. Essa ferramenta pode gerar milhões de palavras-chave relacionadas e colocá-las em grupos para ajudá-lo a organizar mentalmente sua pesquisa.

Começando um projeto

Os projetos no SEMrush oferecem ferramentas adicionais de rastreamento e análise para ajudá-lo a monitorar tudo sobre a visibilidade online de um site.

As ferramentas de Auditoria de Site, Rastreamento de Posicionamento, Cartaz de Mídia Social e On Page SEO são apenas algumas das ferramentas de Projeto que ajudam você a gerenciar seu site.

À medida que o seu Projeto reúne dados ao longo do tempo, o painel principal e o painel SEO apresentarão um resumo do progresso do seu site. Para obter uma lista completa de ferramentas de Projeto, assista ao vídeo abaixo:

Gerando relatórios

Sempre que quiser também é possível exportar planilhas de dados para salvar suas pesquisas e análises. Se você deseja tornar seus dados mais apresentáveis, você também pode criar relatórios PDF personalizados na seção ‘Meus Relatórios’.

Dessa forma, fica fácil usá-los em apresentações para a equipe e clientes, mostrando como as estratégias criadas foram embasadas, os dados que corroboram as ações, etc.

O SEMrush tem vários modelos de relatórios (relatórios mensais de SEO, auditorias básicas de SEO etc.) e a capacidade de personalizar os relatórios de acordo com a sua necessidade.

A análise de ferramentas como Controle de Posicionamento, Auditoria de Site, Rastreador de Mídia Social, entre outras, podem ser todos integradas com dados de pesquisa em um PDF.

Além dos dados do SEMrush, você pode adicionar suas próprias capturas de tela e widgets do Google Analytics e do Google Search Console.

Se você trabalha com clientes, esses relatórios também podem ter uma marca e um selo branco (com uma assinatura comercial) para criar uma aparência profissional.

Quanto custa o SEMrush?

Assinaturas Mensais

O SEMrush oferece três opções para assinaturas mensais: Pro por US$ 99,95, Guru por US$ 199,95 e Business a partir de US$ 399,95.

Todos os três planos são assinaturas recorrentes. Você pode comprar uma assinatura mensal e faturar automaticamente no mesmo dia de calendário de cada mês ou você pode escolher um plano anual e fazer um pagamento único anualmente.

Solução Empresarial

Para agências digitais e equipes internas de SEO e SEM, o SEMrush oferece planos com várias licenças. Dependendo das necessidades da sua empresa, você pode definir o número de licenças de usuário e personalizar os produtos SEMrush.

Para começar a usar uma conta corporativa, basta enviar uma solicitação para os executivos de vendas via e-mail corporate@semrush.com.

Assinatura Gratuita

Também existe a opção de se inscrever para uma assinatura gratuita com acesso limitado.

Depois de se registrar no site, você receberá uma conta gratuita que lhe permite fazer 10 solicitações no SEMrush por dia.

Com uma assinatura gratuita, apenas 10 resultados por relatório serão exibidos. E você pode atualizar sua conta a qualquer momento.

Mais recursos

Aprender a usar o SEMrush da maneira mais eficaz será diferente para cada pessoa. Os relatórios e as ferramentas simplesmente oferecem tantos dados que levará algum tempo para se familiarizar com tudo o que o sistema tem para oferecer e que pode ajudá-lo.

Por isso, se você está disposto a contratar o pacote pago da ferramenta, saiba inicialmente se ele vai atender a alguns objetivos iniciais. Assim, você tem tempo para aprender os novos recursos e agregá-los na sua estratégia de marketing digital.

Toda essa análise é importante para traçar novas metas de negócio.

Vamos começar hoje mesmo a mudar a relevância e a qualidade do conteúdo do seu blog/site? Marque uma consultoria gratuita de Audio Marketing com nossos especialistas. Será um prazer te ajudar a alcançar suas metas de marketing!

Gostou desse conteúdo? Assine nossa newsletter e receba mais conteúdos como esse direto em sua caixa de e-mail!


como-conseguir-backlinks-qualidade

Como conseguir backlinks de qualidade para SEO: 6 maneiras inteligentes

Aprender como conseguir backlinks de qualidade é uma das mais antigas e eficazes táticas de SEO. É também uma das formas mais produtivas de aumentar o tráfego de pesquisa orgânica.

Mas você tem que ser cauteloso sobre como construir backlinks de qualidade.

Quer saber como conseguir backlinks de qualidade mas está sem tempo para ler? Não desista dos seus interesses! Aperte o play acima e ouça o artigo.

Os links têm sido uma parte importante de como o Google e outros mecanismos de pesquisa determinam a confiabilidade de um site desde o início.

Eles viam cada link como uma espécie de recomendação, de modo que quanto mais links um site apontasse, mais credibilidade ele teria e maior seria a classificação nos resultados de pesquisa.

Infelizmente, alguns proprietários de sites e SEOs tentaram “jogar” com esse processo adquirindo links por meio de táticas questionáveis – a.k.a black hat SEO.

Desde então, muitas das atualizações do Google têm consistido em antecipar esses esforços suspeitos de criação de links.

Estamos agora em um ponto em que apenas métodos de construção de links “white hat” ou éticos ainda funcionam de maneira confiável.

É basicamente impossível implorar, pedir emprestado, roubar ou comprar backlinks de qualidade de forma a aumentar o ranqueamento. Para os proprietários de sites que costumavam confiar em táticas obscuras de criação de links, isso é uma má notícia.

Mas se você estiver disposto a investir o tempo necessário em uma estratégia robusta de link building, é possível aumentar sua credibilidade (e classificações).

Neste post explicaremos seis maneiras inteligentes de conseguir backlinks legítimos e de alta qualidade que ajudarão a mostrar ao Google e a outros mecanismos de pesquisa que seu site é digno de classificações elevadas.

Por que a qualidade do backlink é importante para o SEO?

Os links sempre foram um fator importante na forma como os mecanismos de pesquisa, como o Google, classificam os sites em seus resultados e hoje isso ainda é válido.

Os mecanismos de pesquisa veem cada link para o seu site como um voto de confiança na qualidade dos seus tipos de conteúdo.

Afinal, se outro site estiver disposto a citá-lo como uma fonte ou direcionar seus usuários para fora de seu próprio site em favor de uma de suas páginas, você deve oferecer algo de valor.

Assim, quanto mais links você apontar para o seu site, mais confiável ele será.

Infelizmente, o Google não divulga detalhes sobre como ele mede a credibilidade ou o quão respeitável ele considera um site. Mas há muitas ferramentas que podem lhe dar uma ideia de como seu site é confiável.

Muitas dessas ferramentas estão centradas na autoridade de domínio. Essa métrica é baseada:

  • nos dados de link de um site;
  • idade;
  • popularidade;
  • tamanho;
  • indicadores relacionados à confiança.

A classificação vai de uma escala de um a cem.

Essencialmente, quanto maior for a autoridade do seu domínio, mais fácil será para o seu site obter classificações elevadas nos resultados de pesquisa.

Você pode ter uma ideia da autoridade do seu site usando o Website Authority Checker.

website-authority-checker

Digite sua URL, complete a etapa CAPTCHA desejada e clique em “Executar verificação”.

Em seguida, você verá a pontuação de autoridade do domínio do seu site, bem como o número total de links externos que apontam para ele.

Ao trabalhar para conseguir backlinks de qualidade para seu site, você pode verificar periodicamente essa métrica e ver como seus esforços estão afetando sua autoridade.

À medida que você aumenta sua autoridade de domínio, pode ter certeza de que está aumentando a capacidade de classificação do seu site nos resultados de pesquisa.

Basta dar uma olhada neste gráfico do Backlinko ilustrando como a alta autoridade se correlaciona com os altos rankings.

domain-authority-rankings

A autoridade média de domínio dos primeiros poucos resultados deste estudo é um pouco confusa, já que a classificação de sites na primeira posição tinha, em média, uma autoridade de domínio menor do que a classificação de sites na segunda posição para qualquer consulta de pesquisa.

Mesmo assim, fica claro que a classificação dos sites na metade superior da primeira página tinham uma autoridade média de domínio maior do que a da metade inferior.

É importante manter o foco na qualidade ao criar backlinks para seu site.

Isso pode ser um desafio diante de evidências que mostram que o número total único de referências de domínios também se correlaciona com classificações altas.

referring-domains-rankings

Você pode pensar que quanto mais links, melhor.

E isso é verdade!

Mas somente se seus links estiverem vindo de sites confiáveis.

Como conseguir backlinks para SEO em 2018 (as melhores técnicas de criação de links)

Como você deve ter adivinhado, estabelecer um número sólido desse tipo de link é um pouco mais desafiador do que pagar alguns outros proprietários de sites para citar uma de suas páginas.

Mas com as seis estratégias a seguir, é totalmente possível criar um perfil de backlink que o ajude a melhorar seus rankings e a ter um impacto positivo e duradouro na sua visibilidade nos resultados de pesquisa.

Leia todas as melhores técnicas de link building e descubra como conseguir backlinks de alta qualidade para o seu site:

1. Guest posts

“Guest posting” é a prática de contribuir com conteúdo gratuito para outro site ou blog em troca de um link para seu próprio site.

Esses links podem ser colocados na seção bio do autor ou usados ​​para citar informações dentro do corpo do post.

Esse é um método popular de criação de links há muito tempo, já que é um ganha-ganha para os dois sites: um recebe conteúdo gratuito para compartilhar com o público, enquanto o outro ganha um link de alta qualidade.

Ou pelo menos é assim que deve funcionar.

Infelizmente, alguns proprietários de sites aproveitaram essa tática ao usar conteúdo mal escrito e inútil para ganhar links para o site.

Eles contratam redatores com pouca ou nenhuma experiência nos tópicos sobre os quais estão escrevendo e, em seguida, apresentam esses artigos de baixa qualidade em vários sites. Independentemente de o conteúdo ser relevante para o público ou não.

Como resultado, o Google emitiu avisos sobre guest posts.

Então, como você pode usar essa tática corretamente?

O primeiro passo é identificar os sites apropriados para os quais você pode contribuir.

Se houver alguém dentro do seu nicho que aceite envios de artigos, esse é um bom ponto de partida. Mas os sites editoriais tradicionais não são de forma alguma sua única opção – ou mesmo sua melhor opção.

E uma das maneiras mais fáceis de descobrir essas outras opções é pesquisar os guests posts de seus concorrentes.

Se um site estava disposto a publicar uma postagem de um negócio semelhante ao seu, há uma grande chance de que ele também esteja aberto para aceitar uma contribuição sua.

2. Relações Públicas

Para alguns profissionais de marketing digital, “relações públicas” pode soar mais como uma estratégia de marketing tradicional.

E em um sentido técnico, é.

Mas, no contexto do link building, o termo simplesmente se refere à prática de usar os mesmos métodos para conseguir backlinks que você pode usar para obter mídia.

Uma das melhores maneiras de fazer isso é ser citada como fonte em um artigo de notícias ou outro conteúdo online.

No passado, a única maneira de fazer isso era contratar um publicitário com conexões para jornalistas e publicações de destaque.

Hoje, você pode eliminar a necessidade dessa ajuda de terceiros inscrevendo-se em fóruns, interagindo diretamente com os veículos via mídias digitais, etc.

Você também pode considerar movimentos clássicos de RP, como press releases.

Blogueiros e jornalistas estão constantemente à procura de novas informações, por isso, sempre que sua empresa realizar algo significativo, uma pesquisa sobre o mercado ou um evento sobre um tema atual, divulgue para o público e torne os detalhes fáceis de encontrar.

Embora isso não garanta a cobertura da imprensa, isso significa que você tem mais chances de ser vinculado a artigos relacionados ao assunto do que empresas que não tornam suas conquistas facilmente acessíveis online.

3. Links quebrados

Mesmo sites bem conceituados e bem conservados sofrem com links quebrados.

Cada link em um site originalmente faz o link para outra página online. Mas, como os sites geralmente movem seu conteúdo, alguns desses links acabarão “quebrando” ou apontando para páginas que não existem mais.

Quando um usuário clica em um link quebrado, ele chega em uma página de erro 404 informando que o conteúdo que está procurando não existe mais.

Isso não apenas proporciona uma experiência de usuário ruim, mas também dificulta que os mecanismos de pesquisa rastreiem e indexem sites com eficiência.

O monitoramento desses links quebrados corrige isso – e é uma ótima maneira de construir links valiosos.

Essa estratégia envolve encontrar links quebrados em outros sites, identificando o conteúdo a que eles se referiam originalmente, oferecendo ao site a chance de substituir o link quebrado por um link válido para um conteúdo relevante.

Esse conteúdo, claro, estará no seu site.

Com esta estratégia, todos ganham. O proprietário do site terá menos links quebrados. Seus visitantes verão mais conteúdo atualizado e útil e menos erros 404s. E você receberá um backlink de alta qualidade.

Se você abordar essa estratégia corretamente, é uma maneira eficiente de obter os mesmos resultados que você veria de um guest post, mas com muito menos esforço.

Em vez de criar conteúdo novo e distribuir, você usa o conteúdo que já possui para ganhar um link.

E se você não tiver conteúdo que atenda às necessidades do seu site de destino, também poderá valer a pena criar algo novo.

Ao contrário de um guest post, você terá a propriedade completa sobre o que você criar. Assim, mesmo depois que o site de destino o usar para corrigir o link corrompido, outros sites também podem citá-lo como recurso.

Primeiro, você precisa começar identificando um site do qual gostaria de ter um backlink.

Se você já sabe de quais sites deseja ganhar links, confira esses sites no Ahrefs e identifique as páginas nas quais eles tem links quebrados.

Você pode usar a ferramenta Ahrefs Broken Link Checker para identificar backlinks que não estão funcionando.

Ao usar essa ferramenta, lembre-se de focar na seção de links de saída. Caso contrário, você verá links quebrados que levam ao site em questão e não links que partem dele.

4. Conteúdo épico

Skyscraping ou tornar um conteúdo épico é o processo de encontrar conteúdo no seu site que já é incrível e, em seguida, melhorá-lo.

Esse conceito foi originalmente popularizado por Brian Dean, da Backlinko, e ainda é uma ótima maneira de apresentar ideias de conteúdo valiosas que ganharão links para seu site.

Na verdade, depois de executar esse processo em uma postagem já popular sobre os fatores de classificação do Google, Dean melhorou drasticamente o perfil de backlinks da página.

Então, como você pode conseguir resultados semelhantes para o seu site?

Uma maneira simples de fazer isso pode ser pensar: “Hmmm, 101 maneiras de melhorar seu e-mail marketing estão indo muito bem. Eu posso fazer 201 maneiras agora que sei mais informações sobre o assunto!”

Pode funcionar. Ou você pode criar algo que é maior sem ser melhor. Mais palavras e mais fotos nem sempre significam mais valor para o usuário.

Em vez disso, observe o conteúdo que você está criando e pergunte a si mesmo:

  • Quais perguntas não são respondidas?
  • Quais instruções são difíceis de seguir?
  • O que não está sendo contemplado aqui?

Aposte na qualidade, mesmo que seja a coisa mais difícil de quantificar, e é mais provável que você saia na frente.

Se você tem um concorrente específico em mente, você pode começar a se preparar usando o Site Explorer da Ahrefs para procurar por peças em seu nicho que estejam se saindo particularmente bem.

Insira seu domínio de destino e selecione Site Explorer > Páginas > Melhores por Links.

Este relatório mostrará as páginas mais linkadas em todo o domínio.

Leia também: Top 5 técnicas de Copywriting: conteúdo que convence e atrai.

5. Use dados para criar materiais

Muitos dos links que você cria para o seu site serão para postagens de blogs e outras páginas informativas. Estes são normalmente feitos inteiramente do seu próprio conteúdo original e são uma maneira eficaz de construir links confiáveis.

Mas o conteúdo que você cria para ganhar links nem sempre precisa ser 100% original.

Naturalmente, não estou defendendo o plágio ou a reedição do conteúdo de outros sites.

Em vez disso, você pode procurar maneiras de compilar pesquisas e outras informações e dados relevantes para seu setor de uma maneira útil e amigável.

Essencialmente, seu objetivo aqui é criar algo de valor e, em seguida, distribuí-lo gratuitamente.

Se você quiser replicar essa estratégia, a chave é criar materiais que sejam úteis para as pessoas em seu espaço. Dessa forma, eles vão querer linkar de volta para você quando elas os usarem em postagens de blog ou outro conteúdo.

E seus materiais também não precisam ser uma pesquisa totalmente original. Você pode começar reunindo informações de diferentes lugares e apresentá-las a um grupo de necessidades das pessoas que você já tenha em mente.

Você pode criar materiais usando os mesmos métodos que usaria para criar qualquer outro tipo de conteúdo em seu site.

Descubra o que as pessoas na sua área querem saber olhando para o conteúdo que estão consumindo, identificando lacunas de informações e procurando maneiras de lidar com essas lacunas.

Faça uma planilha listando os órgãos oficiais de pesquisa sobre o seu setor e cheque quando são divulgados novos dados. Assine newsletters de sites referência para ficar por dentro de novidades.

Com um bom material reunido, invista em um layout personalizado com imagens, infográficos ou vídeos que tornam os dados mais interessantes e fáceis de serem entendidos.

6. Encontre os backlinks dos concorrentes e “roube-os”

Mencionei acima que, se um site linka para um concorrente, ele provavelmente também linkará para você.

Embora procuremos maneiras de descobrir quais sites estão linkando a domínios de concorrentes específicos, você também pode usar ferramentas para identificar sites adicionais que estão classificando para suas palavras-chave e determinar como eles atingiram seu nível de autoridade.

Você pode procurar oportunidades de contribuir para esses sites na forma de guest post ou substituições de links quebrados.

Como alternativa, você pode adotar uma abordagem mais aprofundada analisando os backlinks para os URLs específicos que estão classificando para cada uma das palavras-chave que você selecionar, em vez dos domínios como um todo.

Essa abordagem envolve muito mais trabalho, mas é uma maneira altamente eficaz de obter um perfil de backlink natural que ajudará você a alcançar os rankings desejados.

Comece coletando URLs, em vez de domínios, para cada palavra-chave.

Em seguida, lance no Site Explorer e selecione Backlinks.

O próximo passo é percorrer os links e descobrir como o concorrente adquiriu cada link.

Em seguida, você pode determinar se a abordagem deles é algo que você pode replicar, ou até aprimorar, para seu próprio site.

Conclusão

O link building continua sendo uma das formas mais eficazes de se classificar melhor e gerar mais tráfego que também é segmentado com mais precisão.

Mas como conseguir backlinks de qualidade em 2018?

À medida que métodos antigos se tornam inúteis ou ativamente prejudiciais, as técnicas do “white hat” tornam-se praticamente indistinguíveis do Marketing de Conteúdo.

Isso significa que a vantagem nos resultados da pesquisa irá para os profissionais de marketing que sabem como implementar técnicas avançadas de link building que vinculam o domínio aos sites certos.

Como você constrói backlinks de alta qualidade para o seu site? Conte pra gente nos comentários.

Quer receber os novos conteúdos aqui do blog direto na sua caixa de e-mail? Assine nossa newsletter e fique por dentro das novidades do Vooozer e do marketing digital.


Velocidade do carregamento do site

6 dicas para melhorar a velocidade de carregamento de um site

A velocidade de carregamento do site é uma prioridade para a experiência do usuário e é também uma das centenas de fatores de classificação de SEO.

Não deixe de se desenvolver profissionalmente porque está sem tempo para ler. Aperte o play acima e ouça o artigo na íntegra!

A verdade é que hoje em dia as pessoas não têm paciência para esperar mais de cinco segundos para que uma página seja carregada. Se o seu site não estiver carregando rápido o suficiente, você perderá clientes em potencial.

Com mais de 50% do tráfego proveniente de dispositivos móveis, todos esperam que um site seja carregado quase que instantaneamente. Com isso em mente, neste artigo, mostrarei como você pode conseguir melhorar a velocidade do carregamento do site, aproveitando as funcionalidades da ferramenta Google PageSpeed ​​Insights, para teste de performance de site.

Google PageSpeed Insights: como analisar a velocidade do carregamento do site

 

A ferramenta do Google pontua sua página de acordo com a velocidade de carregamento do site de sua empresa. Com um máximo de 100 pontos, quanto maior a pontuação que você receber, melhor terá sido a análise de velocidade do carregamento.

Para fazer a análise você deve inserir a URL do site que deseja avaliar no espaço indicado.

Velocidade do carregamento do site

Como resultado, a ferramenta apresenta a pontuação para a velocidade do carregamento do site em desktop e em plataformas mobile, bem como destaca:

  • Distribuições de carregamento de página
  • Estatísticas da página
  • Sugestões de otimização

É importante entender que a ferramenta Google PageSpeed ​​é apenas uma diretriz para as melhores práticas de desempenho da Web.

Ela fornece recomendações para otimizar seu site em relação a velocidade de carregamento. Já a obtenção de resultados favoráveis, dependerá de como o ambiente do seu servidor está configurado e como você implementará as sugestões apontadas.

6 dicas (práticas) para melhorar a velocidade do carregamento do site

 

Embora algumas das etapas sugeridas pelo Google PageSpeed ​​Insights exijam conhecimento técnico, outras não. Algumas otimizações podem ser realizadas usando quase qualquer sistema de gerenciamento de conteúdo.

Abaixo, selecionamos algumas das otimizações mais importantes para alcançar o objetivo de pontuação 100%.

#1 Otimize suas imagens

A otimização de imagens por meio da redução do tamanho do arquivo é um dos primeiros e mais importantes passos para melhorar a velocidade do carregamento do site.

Se o tamanho de suas imagens é um problema, você pode realizar duas ações significativas:

  • Comprimir todas as imagens usando ferramentas como Compressor.io e TinyPNG. Essas ferramentas são gratuitas e podem reduzir o tamanho do arquivo de imagem em mais de 80% em alguns casos, sem diminuir a qualidade da imagem.
  • Reduzir o tamanho das imagens para dimensões mínimas sem diminuir a qualidade da imagem. Por exemplo, se você quiser ter uma imagem a 150 x 150 pixels em seu site, esse é exatamente o tamanho que a imagem deveria ter em seu servidor.

Observação: você nunca deve ter imagens maiores do que as que deseja renderizar nem reduzir seu tamanho usando tags CSS ou HTML.

Se você já tem um site repleto de imagens, o trabalho pode ser um pouco chato, mas necessário. Você deverá:

  • Fazer o download de cada uma das suas imagens;
  • Compactar e redimensionar manualmente cada uma delas;
  • Depois de otimizar essas imagens, é melhor criar o hábito de otimizar todas as novas imagens que você envia para o seu servidor;
  • Cada nova imagem deve ser compactada e redimensionada.

Nem sempre você precisará fazer esse passo a passo cansativo. O Google oferece a opção de baixar suas imagens já otimizadas, permitindo que você simplesmente envie-as para o seu servidor.

Você também pode usar algumas ferramentas pagas que permitem otimizar todas as imagens em massa. Entretanto, como as medidas de imagens de capa e da caixa de texto de cada layout são diferentes, a otimização em massa pode, em alguns casos, não se adequar ao layout proposto.

#2 Minimize o CSS e o JavaScript

O Google também pode apontar a necessidade de diminuir seus arquivos JavaScript e CSS.

O processo reduz os tamanhos de seus arquivos, eliminando espaços em branco desnecessários, caracteres e comentários de seus arquivos CSS e JavaScript.

Alguns programadores deixam muitos espaços e comentários durante a codificação. Estes elementos podem até dobrar o tamanho dos seus arquivos CSS e JavaScript.

Para corrigir esse problema, você pode instalar ferramentas como o Gulpjs, que cria automaticamente um novo arquivo CSS e remove todos os espaços. Ele também cria um novo arquivo CSS automaticamente para todas as novas alterações que você fizer.

Se você estiver usando o WordPress, recomendo que você instale um dos melhores plugins do WordPress: Autoptimize.


#3 Aproveite o cache do navegador

Para muitos operadores de sites, o uso do cache do navegador é a parte mais desafiadora.

Para corrigir esse problema, você pode mover todos os arquivos estáticos do seu site para uma rede de entrega de conteúdo (CDN).

Uma CDN é uma rede de servidores localizados em várias partes do mundo. Eles são capazes de armazenar em cache a versão estática de sites, como imagens, CSS e arquivos JavaScript.

A CDN armazena cópias do conteúdo de seu site em seus servidores e, quando alguém acessa seu site, o conteúdo estático é carregado a partir do servidor mais próximo.

Por exemplo, se o servidor principal do seu site for de São Paulo, sem um CDN, um visitante de Amsterdã teria que esperar o servidor carregar o site todo do Brasil. Com um CDN, seu site é carregado de um local mais próximo para o usuário. Neste caso, um lugar mais próximo de Amsterdã. Portanto, o site carregará mais rápido.

Abaixo algumas dicas gerais sobre o cache no navegador:

  • Mova todas as imagens, JavaScript e arquivos CSS para o CDN e mantenha apenas o arquivo HTML em seu servidor principal.
  • Hospede suas imagens em um CDN .
  • Corrija possíveis problemas dos scripts de mídia social substituindo os contadores fornecidos por eles, por algumas imagens estáticas hospedadas no CDN.
  • Em vez de ter scripts de terceiros que tentam acessar dados do Twitter, Facebook ou Google Plus para obter a contagem de seguidores, hospede-os em seu servidor e resolva o problema.
  • Identifique e resolva problemas com o script do Google Analytics. Você também pode hospedar o código JavaScript do Google Analytics em seu servidor sem precisar carregá-lo dos servidores do Google em todas as visitas.

Se seu objetivo é alcançar uma nota 100 do Google PageSpeed ​​Insights, a eliminação de todos os scripts de terceiros é um dos passos que te ajudarão a alcançar sua meta, melhorando enormemente a velocidade geral de carregamento do site.

#4 Elimine recursos de bloqueio de renderização

A eliminação do bloqueio de renderização é uma das partes mais complicadas da melhoria da velocidade de carregamento da página, pois exige mais conhecimento técnico.

Se você estiver usando o WordPress, o plugin Autopmize sugerido acima deve ajudá-lo nessa tarefa.

#5 Ative a compactação

A implementação da ativação da compactação pode ser feita simplesmente nas configurações do seu servidor. Se você não for muito técnico, peça à equipe de suporte técnico para ativar a compactação GZIP para o seu servidor.

#6 Otimize a experiência mobile

A experiência mobile está relacionada à construção de uma versão móvel responsiva do site e que atenda a todos os diferentes tipos de resoluções, usando fontes corretas e tendo um bom sistema de navegação.

Você pode testar a aparência do seu site em diferentes versões para dispositivos móveis usando o Google Chrome. Clique no menu no lado superior direito e, em seguida, em “Mais ferramentas – Ferramentas do desenvolvedor”. No lado esquerdo, você pode selecionar para ver como seu site se parece em diferentes resoluções para dispositivos móveis.

Conclusões para ampliar a velocidade do carregamento do site

Acima listamos as etapas mais importantes para você conseguir uma pontuação de 100/100 na ferramenta do Google que analisa a velocidade do carregamento do site.

Depois de 6 etapas sugeridas, você precisa se concentrar em 3 ações principais para melhorar a velocidade do carregamento do site, são elas:

  • Use uma CDN (rede de entrega de conteúdo).
  • Corrija os problemas de bloqueio de renderização. (Evite ter JavaScript no corpo da codificação. Seu código JavaScript deve ser colocado na parte inferior dos arquivos.)
  • Otimize o tamanho das imagens e comprima-as.

Sua equipe já realizou um projeto desse tipo para o seu site? Se sim, quais foram seus resultados? Deixe suas experiências nos nossos comentários.

Quer melhorar a experiência dos seus visitantes ainda mais? Confira a metodologia do Vooozer, que utiliza posts em áudio para aumentar o engajamento, a captura de leads e as vendas da sua empresa.

Agende sua Consultoria Gratuita de Audio Marketing e vamos conversar sobre como podemos ajudar você a alcançar melhores resultados.

Para conhecer nosso trabalho, que tal dar uma olhadinha em dois cases especiais? Saiba como aumentamos em 10% o Tempo Médio na Página de posts da Rock Content e como ajudamos a Resultados Digitais a aumentar sua captura de leads em mais de 7%.